A Riverside e seus “protocolos”



No meu primeiro dia de Riverside duas alunas, a Anushka e a Sanaya, ambas com 7 anos, vieram me apresentar a escola e sua metodologia, falei sobre essa experiência no post Primeiro dia de estudo na Riverside School. Lembro-me delas repetindo várias vezes a palavra “protocol“, inicialmente não entendi muito a importância dela, mas no decorrer dos dias percebi que a escola investe pesado nesse recurso.

A ideia é muito simples, mas alcança resultados surpreendentes. Os protocolos são conjuntos de procedimentos padrões adotados em algumas situações e momentos do dia a dia da escola. Eles são discutidos e construídos com os alunos, depois viram cartazes e murais fixados nos locais onde tais procedimentos devem ser adotados. Não sei dizer com certeza, mas acredito que esse recurso também é baseado na vocação pro Design que a escola tem. Vejam as imagens abaixo:

Na imagem 1, o Protocolo para o banheiro. Ele fica afixado do lado de fora, ao lado da porta e tem um outro lá dentro também. Note que ele foi feito pelos próprios alunos. Algo muito importante é que esses protocolos não estão ali já quando o aluno chega a escola, eles são construídos com os alunos depois de conversas e análises com os mesmos, são revistos periodicamente e, caso necessário, são modificados. É diferente de o aluno simplesmente chegar ao local e já ter ali em uma parede um cartaz explicando as regras de uso, por exemplo.

Na imagem 2 mais um cartaz referente ao protocolo, ele lembra os alunos sobre o procedimento de transição do protocolo de saída da sala para o protocolo de entrada no ônibus escolar, eles devem permanecer de pé e em fila aguardando todos ficarem prontos para iniciar o próximo protocolo. Nesse caso, os alunos passaram por 3 protocolos diferentes: o protocolo de saída da sala em direção ao ônibus, o protocolo de transição, que é permanecer em fila diante do veículo aguardando o momento de iniciar o próximo protocolo que é o protocolo de entrada no ônibus. Existe mais de um protocolo de saída da sala, o protocolo de ida para o lanche, por exemplo, é diferente do protocolo de ida para a aula de Educação Física. Eles levam em conta as necessidades do momento.

Os protocolos têm diversos modelos de cartazes, são os alunos que decidem isso com seus professores, as linguagens adotadas neles também são variáveis. Alguns utilizam desenhos, principalmente no Ciclo 1, outros misturam desenhos e frases.

Quero chamar a atenção para a próxima galeria de imagens, que é outro detalhe muito simples mas extremamente importante para o sucesso do recurso. O comportamento dos alunos durante os protocolos é avaliado por eles mesmos e pelos professores, como vocês podem conferir nas imagens abaixo.

Os emoticons são utilizados para dar nota diariamente a como os alunos adotaram os procedimentos em cada protocolo do dia. E engana-se quem pensa que os protocolos são apenas uma forma de conseguir disciplina, através deles os alunos conquistam autonomia, uma das características que mais me chamou atenção nas crianças da Riverside School. Mesmo os alunos menores demonstravam uma autonomia admirável que resulta em ganho de tempo, menos desgaste dos professores, menos conflitos e mais resultados.

Curtiu a ideia? Deixe aí embaixo seu comentário ou dúvida. Também não esqueça de compartilhar a página com seus contatos.