Nossa passagem pela III CONANE – Conferência Nacional de Alternativas para uma Nova Educação



Nos dias 15,16 e 17 de junho aconteceu em Brasília a III CONANE – Conferência Nacional de Alternativas para uma Nova Educação. Uma profusão de contribuições para uma educação mais humana, sustentável, eficaz, democrática etc. Um modelo bem horizontalizado de evento, muita ideia sendo troca, muita gente em contato com gente. Sem dúvidas, uma grande oportunidade para discutir novas estratégias para uma nova educação.

Meses antes da realização, a organização da CONANE pediu contribuições sobre assuntos que deveriam ser contemplados no evento, entre os assuntos apontados; Educadores sonhadores – a busca solitária pela inovação na escola tradicional, e veio então sob a intervenção de Caio Dib e toque de Midas de Sonia Goulart a oportunidade de facilitar essa roda de conversa com a Eliane Rosa dos Santos, Paula Lobo e Patrícia Pederiva.

Esse tipo de experiência é sempre muito enriquecedor, especialmente porque ajuda a calmar corações de educadores sonhadores. Todo professor que carrega consigo esse ideal de educação libertador e inovador carrega consigo também as penas de sonhar em um cenário ainda muito cristalizado. Por isso, os desafios que foram colocados por todos ali na roda de conversa coincidiam; a sensação de solidão, não saber por onde começar, a resistência dos colegas de profissão, a desconfiança da sociedade e as exigências do mercado. Mas deu para confirmar, mais uma vez, que a sensação de solidão é só uma sensação, tem muita coisa bacana acontecendo em escolas por aí, e há muitos educadores sonhadores agindo em contextos ainda tradicionais.

Em uma oportunidade como essa, mais que simplesmente aprender com iniciativas já estabelecidas, a grande oportunidade é de entrar em rede, isso nos fará mais fortes e tornará nossas ações mais efetivas. Que venham mais CONANEs!!!