Por trás do projeto

Me chamo Cléssio Bastos, sou professor, preferencialmente de escolas em lugares complexos, que não se encaixam em estatísticas bonitas e, muitas vezes, fantasiosas. Estatísticas que pintam um Brasil bem diferente da realidade. Sou professor em escolas em bairros e comunidades de realidade muito peculiares, carentes de ações personalizadas. 

Nesses lugares eu tenho encontrado inspiração para escrever, evoluir como pessoa e profissional, em lugares assim encontro heróis sem pretensão de usar capas e protagonizar filmes, e principalmente, nesses lugares me sinto mais útil e vejo uma necessidade real de criar, inventar, reinventar e perseguir resultados não mensuráveis em gráficos.

Graduado em Letras e Mestre em Crítica Literária, fui diretor de recursos humanos,  professor  universitário, mas só nas escolas públicas tenho chegado perto da sensação de realização pessoal e profissional.

Atualmente sou professor da rede municipal de educação de Goiânia, onde ministro aulas de Língua Portuguesa e Inglesa em uma escola rural 25km distante do centro da cidade, a Escola Municipal de Tempo Integral José Carlos Pimenta. Lá desenvolvo projetos, testo metodologias, crio ações e procuro oferecer uma educação personalizada e fora da caixa, comprometida com os conteúdos próprios de uma escola tradicional, mas buscando inserir habilidades nos nossos objetivos. Quero abrir portas e janelas de minha sala de aula, quebrar as paredes para que meus alunos conheçam o mundo e entrem em contato com informações, conceitos, noções, conhecimentos, experiências e sentimentos que os façam transpor quaisquer limites.

O Projeto

Heróis nem sempre usam capas. Às vezes eles percorrem grandes distâncias de ônibus, metrô, bicicleta ou mesmo a pé. Entendemos que ser herói não tem tão a ver com superpoderes, mas com obstinação.

Heróis nem sempre recebem a atenção que merecem, mas agem sempre como se estivessem sob o olhar de todos, para eles, toda hora é hora e todo lugar é lugar para se fazer o que é certo.

Poucos heróis têm suas histórias contadas no cinema ou escrita em livros, mas faria muito bem se pudéssemos conhecer o máximo de heróis possível. Looking4heroes é um projeto que quer tornar conhecidos os muitos heróis espalhados mundo afora com atuações intimamente ligadas à educação.

Alicerce

Conteúdo e informação fertilizam uma mente, criatividade torna possível a inovação, mas, sem ética e caráter, aviões continuarão sendo utilizados para transportar bombas. Baseado em um ensino que aflora a criatividade e trabalha valores, Lokking4heroes acredita que a educação tem que, antes de formar profissionais, fortalecer o caráter humano de cada indivíduo para que esses canalizem seus talentos no desenvolvimento de fórmulas que viabilizem uma vida plena, pacífica e sustentável.

Para que essa educação aconteça, diante da realidade historicamente precária do sistema de ensino brasileiro, uma nova postura é necessária, tanto a alunos e professores, quanto a sociedade como um todo. A escola precisa absorver técnicas de diversas outras áreas, aprender a estabelecer conexões e conquistar parcerias que tragam para seus domínios pessoas e instituições que ajudem a amenizar o abismo entre o que se ensina em sala de aula e o que se pratica fora dela.

É nesse modelo de educação onde iremos buscar nossas histórias, e é esse modelo de educação que pretendemos divulgar ao escrever as histórias dos nossos heróis.

Missão

  • Motivar;
  • Inspirar;
  • Identificar heróis anônimos e tornar suas histórias conhecidas;
  • Inspirar pessoas através de histórias que tenham a educação como ponto em comum;
  • Ser relevante;
  • Colocar a escola na vitrine;
  • Dar voz; 
  • Promover a inovação em sala de aula;
  • Conectar pessoas.

História

O looking4heroes é o projeto de vida de um professor que descobriu o voluntariado aos 18 anos de idade em uma favela do Rio de Janeiro. Desde então, sempre esteve envolvido em ações e projetos sociais. Tornou-se professor e iniciou seu trabalho na educação realizando projetos em escolas situadas em áreas carentes, onde conheceu a Global Peace Foundation e a Iniciativa de Caráter e Criatividade, responsáveis por gande capacitação e ampliação de ação em causas sociais.

Após 4 anos como professor na rede pública de ensino de Goiânia, na Pontifícia Universidade Católica e ainda como Diretor de Educação da Global Peace Education no Brasil, decidiu relatar as histórias dos grandes heróis que conheceu neste trabalho.

Com a ajuda da HR Designer Gráfico e WEB APEX , identidade visual, canais em redes sociais e este site foram colocados no ar. As primeiras histórias vieram da sala de aula do professor à frente deste projeto e, já no segundo mês de existência, com a parceria da Fundação Cimientos, o Looking4heroes conseguiu fazer sua primeira expedição, ao Uruguai, em busca de histórias de heróis surgidos no ambiente da educação com experiências de ensino inovador e relevante.

Os próximos capítulos de nossa história já foram ou estão sendo escritos no campo de alguma escola, instituição sem fins lucrativos ou afim, por aí. Nosso compromisso é de trazer a público essas histórias e promover a escrita de várias outras.

Para as crianças da Escola Primária 17 de Setembro, em Angola, a falta de um caderno pode ser decisivo para concluir um ano de estudo. Clique aqui e saiba mais.