Livros em mãos, é hora de ler…

O primeiro passo depois da grande ida à livraria foi organizar os livros. Todo o processo que precedeu e possibilitou a compra dos livros gerou nos alunos um cuidado e respeito muito grandes por cada exemplar. Para entender ou rever os momentos mais marcantes desse processo, clique aqui.

Devidamente etiquetados e com uma ficha que deverá ser preenchida por cada leitor que manusear esses livros, o passo seguinte foi iniciar a tão aguardada leitura.

“Professor, qual a diferença entre edição e reimpressão?”

A primeira semana de leitura foi “em família”; alunos e professor. Em clima intimista começamos analisando capa, textos de apresentação/orelha, prólogos etc. Conversas sobre diferença entre edição e reimpressão e tantos outros assuntos que ajudaram os alunos a entender mais e melhor o mundo dos livros.

Livro impresso e e-book…

Em 2015 quando lemos o livro Eu sou Malala, essa combinação livro impresso + e-book não foi algo premeditado. Tratava-se apenas da forma mais viável para ler com cerca de 30 alunos de modo a manter o foco de todos na leitura.

Não possuindo meios para disponibilizar um exemplar do livro para cada aluno, a projeção do e-book na parede da sala através de um projetor fez com que os momentos de leitura fossem proveitosos e eficientes.

A técnica também possibilitou pesquisas instantâneas sobre assuntos que geravam dúvidas nos alunos, já que o iPad conectado à internet e ligado ao projetor nos permitia realizar buscas em sites.

“Não se mexe em time que está ganhando…”

Sendo assim, mesmo com todos os alunos com seus próprios livros, continuamos a utilizar o método do iPad conectado à internet e ligado ao projetor. Nos primeiros dias de leitura, isso possibilitou ambientar os alunos com a temática dos livros Eu sou Malala e O diário de Anne Frank.

Lendo trechos menores coletivamente, discutindo pronúncias, pesquisando a geografia através de fotos e do Google Maps, documentários e reportagens, os alunos puderam conhecer o contexto das histórias, e assim, ter mais possibilidades de compreensão dos livros.

Mais livros…

Os livros adquiridos através da meta estendida do nosso crowdfunding estão chegando aos poucos. Por não terem sido parte do projeto desde o início, a escola dos títulos e o pedido dos mesmos fez com que eles cheguem gradativamente para os alunos.

Criando momentos inesquecíveis de leitura …

Para crianças que não recebem muito incentivo para leitura fora do ambiente escolar, e mais que isso, para uma geração que não lê, oferecer momentos agradáveis de leitura instigante pode ser decisivo no fortalecimento da cultura da leitura entre os alunos. E é nesse sentido que as rodas de leitura com a participação de leitores em várias partes do país vêm incentivando ainda mais os alunos e criando momentos inesquecíveis.

Na segunda semana de leitura dos livros, recebemos visitas ilustres através de videoconferência. Testando a onipresença, apoiadores da nossa campanha de financiamento coletivo puderam participar de alguns dos nossos momentos de leitura, o que conferiu contornos ainda mais interessantes ao simples e prazeroso ato da leitura.

“Professor, falta muito pra começar a leitura?”

Ser cobrado dos seus alunos quanto a ler, não é uma cena muito comum, mas tem sido corriqueira por causa da presença desses leitores amigos. Os alunos querem ler todas as aulas, querem levar os livros para casa, os irmão pedem livros emprestados, e quando acontece alguma mudança no horário, obrigando a desmarcar um momento de leitura, comoção generalizada!

O livro gera curiosidade, a forma como lemos gera imersão na história e as videoconferência inserem a tecnologia de uma forma relevante.

Unidos por um livro…

Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e São Paulo. 3 estados, 4 cidades e 4 leitores convidados a entrar em nossa sala de aula em Goiás.

Ler em grupo cria um ambiente envolvente. Ler em voz alta convida para a leitura os alunos que ainda não conseguem ler. Ler com um convidado motiva. Ler com um convidado através de videoconferência inspira e mostra ao aluno como a tecnologia pode ser utilizada para viabilizar os mais diversos momentos. Certamente esses alunos se lembrarão para sempre desses livros, por suas histórias e pelas circunstâncias que foram lidos.

Mais livros…

Já os demais títulos, ainda faltam 2, já foram escolhidos e devidamente solicitados na livraria. Em breve, todos os alunos estarão ostentando seus livros pela escola.

Enquanto isso…

Um dos títulos adquiridos, a biografia de Ben Carson, seguiu para uma escola que vem acompanhando o projeto Alimente Heróis Com Livros desde o início. Os alunos da escola Santa Rita de Cássia leu Eu sou Malala, com um exemplar que usamos ano passado. Engajados, os alunos de lá, juntos com a prof.ª Adriana Macedo, organizaram um bazar para ajudar nossa campanha de crowdfunding.

Por terem assistido e estudado em 2015 a história do médico norte-americano, eles aguardavam uma oportunidade de ler o livro e, coincidentemente, nosso projeto já previa a compra desse título.

Sendo assim, os livros seguiram para já cumprir sua função de biblioteca itinerante, nós não queremos livros fechados em prateleiras.

Enquanto isso…

Outros leitores ilustres estão sendo aguardados para nossa roda de leitura. A ideia é inserir esses alunos em um momento de leitura inesquecível, para isso, a escolha do título, a criação de um clima de promoção do livro que começou ainda na campanha de rowdfunding e também a participação de pessoas que vieram a nós através do convite a participar do nosso projeto Alimente Heróis Com Livros. Tudo para elevar o status na leitura entre essa geração que ainda precisa conhecer o poder do livro.

Aguardem cenas dos próximos capítulos…

1 responder

Deixe uma resposta

Quer participar da discussão?
Deixe seu comentário logo abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *