Aprendendo a multiplicar

Eles começaram o desafio de levantar fundos para a formatura no final do ano. Diferente de anos anteriores em que a escola oferecia a comemoração, desde 2016 temos desafiado os alunos nessa tarefa de empreender, e já no primeiro ano o resultado foi muito positivo.

Há cerca de três semanas foi entregue 40 reais aos meninos e meninas para que dessem início ao “negócio”. Junto com o dinheiro veio uma conversa sobre o motivo do projeto, discussões sobre maneiras de multiplicar o dinheiro e a responsabilidade de tirar o máximo de proveito de cada situação gerada a partir dessa proposta. Para esse projeto conto com a ajuda das professoras de Matemática e Ciências, de forma mais direta, mas toda a escola abraça a causa, o que facilita muito as coisas. Como professores buscamos aproveitar ao máximo o projeto para apresentar conteúdos, identificar, avaliar e desenvolver habilidades e discutir assuntos, volta e meia as penalidades por algum comportamento reprovável veem daí também. Na última semana, as vendas do famoso geladinho foram suspensas devido ao mal comportamento da turma.

Entramos na quarta semana do projeto e mesmo com uma semana de atividades paralisadas, os meninos conseguiram transformar R$40,00 em R$350,00. Para eles, o dinheiro é o grande prêmio, mas pra mim, o envolvimento da turma é o maior lucro. Gostaria de conseguir criar mais situações reais e empolgantes de aprendizado, essa “pedagogia da experiência” me encanta, eu acredito muito nela. Outro ganho muito importante pra mim é ver pais envolvidos na “tarefa de casa” dos filhos, coisa muito difícil de acontecer, e esse projeto conseguiu envolver duas mães na última semana.

Daqui até o final do ano espero ter muitos outros registros dos ganhos e possibilidades novas a partir dessa experiência, em educação é assim, a gente começa e nunca sabe ao certo como terminará.

 

 

 

 

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da discussão?
Deixe seu comentário logo abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *