Seminário Amplifica Internacional, eu fui!

Estive em São Paulo no último final de semana para participar do Seminário Amplifica Internacional, conforme dividi aqui no post anterior. A experiência foi muito rica, pude perceber que estou seguindo um caminho legal com meus alunos ao entrar em contato com grandes iniciativas que dialogam muito com os princípios que me guiam como professor. Também foi um grande momento para ver para onde o vento toca na área da educação e ser apresentado a muitas ideias inovadoras e totalmente possíveis de serem empregadas no meu trabalho. Mesmo tendo ido buscar renovar meu repertório em uma das cidades mais modernas do mundo em um evento inovador em uma das escolas mais caras e cheias de recursos do país, o que aprendi lá pode ser muito facilmente aplicado na minha escola na zona rural.

A inovação proporciona isso, rever usos de recursos muito disponíveis a muita gente atualmente. Na educação isso permite uma democratização impensável há algum tempo.

O modelo que o Amplifica utiliza foi outro ponto alto. O participante desenha sua trilha, assim temos a oportunidade de construir nosso percurso de acordo com nossos interesses, tal qual deveria ser a educação em todos os seus níveis. O tempo de duração das oficinas foi outra novidade pra mim e muito acertada, entre 25 e 30 min em média. Tudo muito objetivo e prático mas sempre de modo ao professor pensar a partir da sua própria realidade efetuando as adaptações necessárias. A ideia não foi entregar receitas, mas inspirar a partir de práticas desenvolvidas por professores para seus alunos. 

Entre inúmeras possibilidades, eu desenhei minha trilha da seguinte forma: Boas vindas com a Samara Brito > Práticas inspiradoras e inovadoras na escola com José Moran > Gamificação como estratégia para estimular o ensino com o Tiago Máximo > The Vídeo Revolution em sala de aula com César Azevedo > O Aluno como protagonista do processo de aprendizagem com Ivyz Urquiza > Os 4 princípios da Google para o uso de Tecnologia no processo de aprendizagem com Rodrigo Vale > Prototipando uma educação inovadora com Kadu Braga > Google forms – Educação personalizada: criando trilhas de aprendizagem com Eduardo Isaia e Conversa informal com Caio Dib, projeto Caindo no Brasil. Tudo isso pode parecer excesso de informação em pouto tempo, seria se eles tivessem adotado o método receita de bolo, o que não foi o caso.

Outro detalhe que faz toda a diferença no Amplifica é o fato dele ter sido idealizado e organizado por professores, as oficinas também tinham, na grande maioria, professores de sala de aula transmitindo suas experiências. Isso significa que era professor que transmitia uma experiência resultado da vivência da rotina de sala de aula, não alguém que refletiu a partir da experiência de outros. Como sempre gosto de deixar claro, nós professores negligenciamos muito e deixamos a educação ser definida por pensadores de escritório. Nada contra, mas viver a rotina da escola é essencial pra mim.

Minha participação no Amplifica Internacional ainda vai render muitos outros posts aqui no site e nas redes sociais, por hora vou finalizando por aqui com duas imagens de 2 dos muitos momentos incríveis dessa experiência.

Um ponto alto, pra mim, foi o momento do José Moran, um profissional-pensador da educação que é uma lição viva de inovação. Anotei muitos pensamentos dele e vou dividindo aos poucos em postagens. Inspirador!

Como cereja do bolo ainda conheci o grande Caio Dib. Minha cara de bobo na foto explica um pouco da emoção, a dedicatória no livro, meu segundo exemplar do Caindo no Brasil, mostra que o Caio além de visionário é também muito humano. Aliás, em educação, ser humano é ser visionário.

 

4 respostas
    • Cléssio Bastos
      Cléssio Bastos says:

      Foi um prazer conhecê-lo e entrar em contato pessoalmente com suas ideias, José Moran. Uma honra ter você por aqui neste espaço que é meu mundo ideal onde recarrego as baterias para buscar ser relevante na sala de aula com meus alunos.

      Responder

Deixe uma resposta

Quer participar da discussão?
Deixe seu comentário logo abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *